Devo terceirizar a minha frota?

July 19, 2018

Os custos com compra, manutenção e taxas de veículos em uma frota e a aquisição de softwares para a gestão representam para muitas empresas parcela significativa dos custos com transporte. Além disso, a necessidade de uma equipe responsável pela frota em muitos casos representa um desvio com relação à atividade principal da empresa. Diante disso, muitos gestores de frota se perguntam se é mais vantajoso financeiramente e estrategicamente para a sua empresa possuir uma frota própria ou terceirizá-la. Neste post iremos discutir as vantagens de se terceirizar uma frota e como isso pode impactar na operação da empresa.

De maneira geral, dois parâmetros principais são considerados nessa decisão: eficiência operacional e custo.

 

 

 

1. VANTAGENS DA FROTA PRÓPRIA

 

Todo gestor gosta de possuir controle total sobre a sua operação e os ativos sob a sua responsabilidade. Ao possuir frota própria o empresário terá maior controle e capacidade de planejamento, uma vez que ele irá definir modelo de veículo, quando efetuará a troca, controle de manutenção e gestão.

Esse gerenciamento centralizado proporcionado pela frota própria permite ao gestor tomada de decisões mais rápida para a adequação de planejamentos e operações, o que é fundamental para a eficiência operacional principalmente nos casos em que o transporte representa o core business da empresa.

 

2. VANTAGENS DA FROTA TERCEIRIZADA

 

Quando o transporte é uma das atividades da empresa, porém não representa o seu core business terceirizar a frota pode ser uma alternativa para reduzir custos operacionais e permitir com que a sua equipe gerencial tenha foco na parte principal do negócio, entregando maior valor e qualidade para o cliente. As principais vantagens são:

  • Previsibilidade de custos – o valor pago pela frota é definido previamente em contrato, evitando variações de custo operacional com veículos o que contribui para o gestor avaliar o seu negócio e precificar o seu serviço;

  • A empresa proprietária dos veículos se responsabiliza pelo pagamento de taxas, manutenção e gestão da frota. Isso libera a equipe da empresa para focar em outras atividades chave e remove essa responsabilidade do contratante;

  • Renovação periódica de frota – a empresa contratada realiza a renovação periódica da frota, mantendo os veículos sempre novos;

  • Não há custo para aquisição dos veículos, evitando a imobilização de capital e o custo de oportunidade com este investimento. Além disso, no futuro a empresa não irá precisar se preocupar com a venda dos carros usados.

  • Maior disponibilidade de veículos – a empresa proprietária do veículo, a depender do contrato, se responsabiliza por fornecer um veículo reserva em caso necessidade de manutenção em um dos veículos. Desta forma, a empresa contratante não terá problemas de disponibilidade de veículos para realizar os seus serviços.

CONCLUSÃO

 

Devido as reduções de custo proporcionadas e a baixa necessidade de investimento inicial a terceirização de frotas está crescendo significativamente no mercado de transportes nacional. Segundo a Locamerica, cerca de 70% das 100 maiores organizações do país já utilizam este modelo e entre 2011 e 2015 houve um crescimento de aproximadamente 10% ao ano no volume de veículos terceirizados.

Entretanto, deve-se avaliar cuidadosamente os impactos operacionais que esta prática terá para as empresas, uma vez que a redução sobre o controle da frota poderá impactar na qualidade do serviço prestado.

 

Henrique Lima é Cofundador e Diretor Financeiro da Interakt com formação acadêmica na Universidade Federal da Bahia e University of Sheffield e experiência profissional na Bosch.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como funcionam os rastreadores veiculares?

January 19, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes

September 28, 2018

Please reload

Arquivo